logo
Agência especializada em Comércio Eletrónico, Web Design, Google SEO, Adwords & PPC, Publicidade no Facebook e Email Marketing.
Entre em Contacto Connosco
Não deixe os seus objetivos à espera. Contacte-nos agora e saiba já o que podemos fazer por si.

96 000 70 30

Rua Luís de Camões, 5 – 1ºA – 3880-204 OVAR

Atendimento

+351 256 130 392

Segunda a Sexta das 9h00 às 19h30

Top

As 9 Objeções Mais Comuns ao Desenvolvimento de Sites em WordPress

MDigital Agency / Sem categoria  / As 9 Objeções Mais Comuns ao Desenvolvimento de Sites em WordPress

As 9 Objeções Mais Comuns ao Desenvolvimento de Sites em WordPress

vantagens-sites-wordpress

Há alguns anos, o WordPress tinha uma certa má reputação. De alguma forma, o WordPress era conhecido internacionalmente como um simples software de “blog”. Isso era bastante redutor em relação ao verdadeiro poder do WordPress, já na altura, mas, felizmente, esse palavreado já desapareceu das conversas sobre o WordPress.

Os websites WordPress oferecem muito mais do que os cinco ou dez benefícios de que normalmente se ouve falar. Um website com base num software de blog foi considerado uma evolução na forma como os websites são construídos. Agora, o WordPress é o sistema de gestão de conteúdo ao qual todos os websites e blogs são comparados.

Objeção 1: O WordPress não é só para Blogs?

Poderá estar a confundir o WordPress (o pacote de software open-source, que pode encontrar em WordPress.org) com o WordPress.com. O primeiro é um pacote de software completo, enquanto o segundo é um serviço que hospeda websites pessoais, semelhante ao Blogger, Tumblr e outras ofertas do género. O WordPress começou como um sistema de publicação pessoal em 2001, mas por volta de 2008 evoluiu para um sistema completo de gestão de conteúdo (CMS).

É instalado no seu próprio servidor (ou no seu serviço de hospedagem). Você é detentor daquilo que lá é criado e tem liberdade criativa plena e ilimitada. Além disso, o WordPress é construído utilizando linguagens de programação plenamente testadas, incluindo PHP e SQL, e pode desempenhar qualquer tarefa solicitada a um website. É bastante extensível, com uma biblioteca de plugins vasta e em crescimento constante – cerca de 40,000 só no repositório do WordPess! Muitos plugins são gratuitos, o que significa que pode acelerar o seu website com custos menores do que aqueles que seriam aplicados se eles fossem programados de raiz.
Você também não está limitado aos temas preexistentes (isto é, designs). Os programadores utilizam esses temas como pontos de partida, para que possam criar designs únicos sem precisar de reinventar a roda.

 

Objeção 2: O WordPress é apenas para Sites Pessoais e Pequenas Empresas, certo?
O WordPress é utilizado por algumas das marcas mais conhecidas no mundo, como a CNN, CBS New York, Harvard Business Review, Universidade de Boise, New York Times, Dole, Glad, Mercedes-Benz e Vogue! Pense desta forma: se o WordPress é suficientemente bom para a Biblioteca do Congresso, sites governamentais norte-americanos e britânicos, e também o do exército norte-americano, será provavelmente robusto para as suas necessidades.
Em Agosto de 2016, o WordPress alimenta quase 1 em cada 4 sites na Web – e em todos os sites que utilizam um CMS, o WordPress é a escolha de mais de 80%. Em 2015, o WordPress permaneceu como o CMS de crescimento mais rápido pelo sexto ano consecutivo.

 

Objeção 3: Não poderá o WordPress afetar negativamente o SEO?

Pelo contrário, o WordPress é uma peça vital de SEO codificada para ser amiga do SEO logo de origem. Oferece uma grande variedade de plugins que ajuda os programadores a afinarem cada aspeto do SEO.
O mais recente algoritmo do Google coloca conteúdo original e criativo sob os seus holofotes – e no topo das páginas dos resultados de pesquisa. O WordPress facilita a adição de conteúdo para si e para a sua equipa, caso pretenda fazê-lo individualmente.

 

Objeção 4: Ouvi dizer que o WordPress é “Responsivo”, mas não sei, nem ligo a isso.

Deveria! Um “site responsivo” significa que foi construído para ter uma boa performance em todos os dispositivos de acesso à web. Acha que só precisa de um site que fique bem em computadores desktop? Pense duas vezes. Há mais pessoas a aceder à Web em dispositivos móveis do que em desktops.
Os sites responsivos são melhores para o SEO. A metodologia de ranking mais recente do Google da clara preferência a sites que funcionam bem em dispositivos móveis. Você alcança mais pessoas em mais dispositivos e marca mais pontos nas pesquisas Google, acrescentando assim credibilidade e alcance à sua marca.
O WordPress auxilia-o com tudo isto ao suportar temas responsivos – e se um tema particular não for amigo do dispositivo móvel, o WordPress permite aos programadores trabalharem no problema sem arruinar o site!

 

Objeção 5: O WordPress não é seguro.

Pelo contrário!
A empresa por detrás do WordPress, a Automattic, emprega uma equipa de segurança composta por mais de 25 peritos, cujo único trabalho é assegurar que o núcleo do WordPress está seguro contra ataques, vírus, etc. Eles têm até um Czar da Segurança, Nikolay Bachiyski, que percebe mesmo do assunto.

 

Objeção 6: Um pacote de software assim tão bom não pode ser Gratuito. Qual é o esquema?

Não há nenhum. O WordPress (e as suas atualizações) são open-source, o que significa que é livre de utilizar o software como bem quiser. E ao contrário dos sites hospedados no WordpPress.com, você tem liberdade total – criativa e funcional. Se algo puder ser programado, pode fazê-lo.

Uma equipa mundial de programadores está constantemente a melhorar e a testar rigorosamente o WordPress. Alguns são empregados da Automattic (a empresa por detrás do WordPress), enquanto outros fazem-no simplesmente para contribuir para a comunidade ativa e cooperante do WordPress. As atualizações são lançadas regularmente sem quaisquer custos.
O pacote de software WordPress é licenciado sob a Licença Pública Geral (GPL), o que quer dizer que qualquer um pode utilizar, copiar e distribuir esse software. Você tem plenos direitos autorais em relação ao estilo e conteúdo que adiciona.

 

Objeção 7: Então se é desenvolvido e mantido por vários voluntários e alguns empregados, quão bom ele é na verdade?

Muito.

A comunidade WordPress reúne programadores de elevado quilate, software testers e outros contribuidores. Ao contrário do software que é desenvolvido por uma empresa particular e mantido por uma equipa singular, o WordPress tem milhares de pessoas talentosas e dedicadas a trabalhar nele. Atualizações, correções e melhorias surgem a um ritmo regular.
O WordPress cumpre todas as diretrizes do Consórcio World Wide Web, uma comunidade internacional que almeja desenvolver padrões transversais na Web para a programação.
O WordPress segue também as melhoras práticas definidas pelo Google, Bing e Yahoo. Funciona em todos os navegadores modernos. Os navegadores Firefox, Chrome, Safari, Opera e outros (particularmente o Internet Explorer) têm as suas especificidades individuais, que os websites desenvolvidos “à mão” devem ter em conta. Isso significa que é necessário mais tempo (e mais dinheiro, por consequência) para cobrir os trabalhos e testes necessários para garantir que o seu site é mostrado corretamente, independentemente do navegador que o visitante utiliza. Por outro lado, a compatibilidade do navegador é adaptada ao WordPress. Sim, se o seu programador fizer alterações e personalizações extensivas, ele terá de se assegurar de que todas as alterações funcionam em todos os navegadores.

 

Objeção 8: Um especialista em desenvolvimento de WordPress, vai sair-me mais caro, certo?

Bem pelo contrário, na verdade.
O WordPress faculta ao programador todos os instrumentos básicos, para que ele não tenha de os criar de raiz. Encontra-se, por isso,  pronto a ser personalizado ao seu gosto.
Se você tiver algum conhecimento informático, pode adicionar e criar publicações com facilidade sem pagar pelo tempo do trabalhador. E se o seu programador desaparecer a meio do trabalho, outro pode ocupar o seu lugar e continuar o processo.
Nada mau, certo?

 

Objeção 9: Programadores a sério escrevem código à mão

Todos os programadores – independentemente das suas linguagens de programação preferidas – devem saber, pelo menos, HTML e CSS. Devem ter também conhecimentos de JavaScript (e das suas bibliotecas relacionadas, como JQuery). Os programadores de WordPress, contudo, precisam de conhecer as minudências do PHP e ter, pelo menos, familiaridade básica com SQL, conhecer a arquitetura e a programação específica para que o WordPress funcione.
Resumindo, o conjunto de competências de programadores tradicionais e de WordPress complementam-se e sobrepõem-se, e os programadores de WordPress não são menos profissionais do que os outros. A diferença? Os últimos não iniciam qualquer projeto com um ecrã em branco. De contrário, eles iniciam com uma base previamente testada, comprovada, amplamente utilizada e bem desenvolvida, que já fez muito trabalho duro. Parece interessante, não?

 

Aceda ao Showcase em WordPress.org, encontre muitas websites wordpress de marcas conhecidas.

wordpress-showcase

 

 

 

 

Share

Agência especializada em Comércio Eletrónico, Web Design e Marketing no Facebook. Desenvolvimento de soluções ecommerce e marketing digital.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Os Cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador. Ao navegar no website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de privacidade.